Neve para brasileiros

Postado por:
em: 19/10/2010
Categoria(s): Regulamento
Turismo do Canadá desembarca no Brasil para mostrar o que há de novo na temporada de esqui 2010/2011.
Após a Olimpíada de Vancouver, que conquistou o mundo e até os brasileiros, que adoraram acompanhar, talvez pela primeira vez em grande escala, os esportes de inverno, o Canadá está mais pronto do que nunca para receber esquiadores e amantes da neve na próxima temporada de inverno. Para mostrar isso ao trade turístico brasileiro, a Canadian Tourism Commission (CTC), em parceria com empresas e destinos de esqui, apresentou em São Paulo, no Rio e em Belo Horizonte, a temporada de neve canadense 2010/2011. De acordo com a representante do turismo do Canadá no Brasil, Sheila Nassar, da Vertebratta, o destino preparou algumas novidades para o mercado brasileiro. São elas: um Shopping Guide (guia de compras), já que nosso viajante precisa saber que o país é tão bom ou melhor que os Estados Unidos nesse quesito; um site de esqui no Canadá em português (www.canada.travel/ski); um Guia de Esqui: e o Quebec Ski Fest, “ Este ano queríamos aumentar a exposição do Canadá no Brasil. Hoje temos 25 operadores trabalhando em prol do destino ”, disse a executiva, lembrando que em 2009, sete operadoras integravam o grupo. A expectativa é que o fluxo de brasileiros aumente 10% em relação a última temporada. A CTC, no entanto, tinha a perspectiva de crescimento de 5% este ano e, até este mês, a comissão já registrou incremento de 19,9%.
De acordo com a expectativa dos operadores, aproximadamente 22 mil brasileiros viajarão para o Canadá na temporada de inverno. “ Na última temporada, estávamos na época da Olimpíada de inverno, e o fluxo caiu um pouco, porque as pessoas não conseguiam esquiar nas estações. Este ano o cenário é completamente diferente”, analisou Sheila.
Além disso, ela revelou que  60% de tudo o que é comprado para o Canadá é via agências de viagens. “Eles são nossos grandes parceiros e queremos capacitá-los cada vez  mais”, acrescentou. E um lembrete: em Whistler é possível utilizar parte dos equipamentos construídos para a Olimpíada, incluindo a pista de bobslede.
Mais vôos para o Brasil
Segundo Sheila Nassar, os CEOs da Comissão Canadense de turismo (CTC) participaram de uma conferência mundial para discutir novas rotas aéreas. O Brasil negocia mais vôo diário entre São Paulo e Toronto, além de uma ligação direta entre São Paulo e Vancouver, na costa oeste do destino. Tudo depende da revisão do acordo bilateral entre o Brasil e o Canadá.
Para a executiva, caso as freqüências não tenham um incremento, uma possibilidade seria aumentar o tamanho dos aviões utilizado nos vôos. “Também existe um projeto para obter vôos de outras capitais importantes para o Canadá, como Rio de JANEIRO, Distrito Federal e Porto Alegre. Nós ajudamos nas negociações, mas quem toma a decisão final é a companhia aérea”, finalizou.
Fonte: Panrotas

Turismo do Canadá desembarca no Brasil para mostrar o que há de novo na temporada de esqui 2010/2011.Chama-Ski


Após a Olimpíada de Vancouver, que conquistou o mundo e até os brasileiros, que adoraram acompanhar, talvez pela primeira vez em grande escala, os esportes de inverno, o Canadá está mais pronto do que nunca para receber esquiadores e amantes da neve na próxima temporada de inverno. Para mostrar isso ao trade turístico brasileiro, a Canadian Tourism Commission (CTC), em parceria com empresas e destinos de esqui, apresentou em São Paulo, no Rio e em Belo Horizonte, a temporada de neve canadense 2010/2011. De acordo com a representante do turismo do Canadá no Brasil, Sheila Nassar, da Vertebratta, o destino preparou algumas novidades para o mercado brasileiro. São elas: um Shopping Guide (guia de compras), já que nosso viajante precisa saber que o país é tão bom ou melhor que os Estados Unidos nesse quesito; um site de esqui no Canadá em português (www.canada.travel/ski); um Guia de Esqui: e o Quebec Ski Fest, “ Este ano queríamos aumentar a exposição do Canadá no Brasil. Hoje temos 25 operadores trabalhando em prol do destino ”, disse a executiva, lembrando que em 2009, sete operadoras integravam o grupo. A expectativa é que o fluxo de brasileiros aumente 10% em relação a última temporada. A CTC, no entanto, tinha a perspectiva de crescimento de 5% este ano e, até este mês, a comissão já registrou incremento de 19,9%.

De acordo com a expectativa dos operadores, aproximadamente 22 mil brasileiros viajarão para o Canadá na temporada de inverno. “ Na última temporada, estávamos na época da Olimpíada de inverno, e o fluxo caiu um pouco, porque as pessoas não conseguiam esquiar nas estações. Este ano o cenário é completamente diferente”, analisou Sheila.

Além disso, ela revelou que  60% de tudo o que é comprado para o Canadá é via agências de viagens. “Eles são nossos grandes parceiros e queremos capacitá-los cada vez  mais”, acrescentou. E um lembrete: em Whistler é possível utilizar parte dos equipamentos construídos para a Olimpíada, incluindo a pista de bobslede.

Mais vôos para o Brasil

Segundo Sheila Nassar, os CEOs da Comissão Canadense de turismo (CTC) participaram de uma conferência mundial para discutir novas rotas aéreas. O Brasil negocia mais vôo diário entre São Paulo e Toronto, além de uma ligação direta entre São Paulo e Vancouver, na costa oeste do destino. Tudo depende da revisão do acordo bilateral entre o Brasil e o Canadá.

Para a executiva, caso as freqüências não tenham um incremento, uma possibilidade seria aumentar o tamanho dos aviões utilizado nos vôos. “Também existe um projeto para obter vôos de outras capitais importantes para o Canadá, como Rio de JANEIRO, Distrito Federal e Porto Alegre. Nós ajudamos nas negociações, mas quem toma a decisão final é a companhia aérea”, finalizou.

Fonte: Panrotas

Veja também:

> Whistler, Localizada a 120 km de Vancouver

> Tremblant, no coração de Québec

> Ski na América do Norte

Para mais informações acesse: http://interpoint.com.br/Ski/Canada