O charme de Mont Tremblant

Postado por:
em: 11/04/2011
Categoria(s): Regulamento

Mont-Tremblant

É possível suar em um local onde os termômetros marcam até 26 graus negativos? Sim, se você estiver na pequena e charmosa vila de Mont Tremblant isso pode acontecer. A estação de ski localizada a 130 quilômetros da cidade de Montreal, na província de Québec, no Canadá, é um pedacinho de sonho na Terra e oferece uma série de atividades para não deixar ninguém parado nas quatro estações do ano.

Durante o Inverno no principal point de ski downhill do Leste da América do Norte, os visitantes podem fazer suas primeiras aulas deste esporte, escalar montanhas geladas, fazer caminhadas noturnas por trilhas com a ajuda de snow shoes (sapatos para facilitar os passos na neve fofa), manobras em cima de um snowboard, deslizar em tobogãs sob a luz da lua e até mesmo curtir o vento gelado no rosto em um passeio com cães da raça husky siberiano (dogsled) puxando o seu trenó por uma floresta digna de cartão postal. Ufa! E na hora do descanso? Fique tranquilo porque também não faltam opções!

Ótima e variada gastronomia, bons vinhos e cervejas, cinema, música, papo nos mais diversos idiomas — inclusive o português —, hotéis com lareiras movidas a gás nos quartos, chocolate quente soberbo e piscina com água salgada e aquecida perfeita para o relaxamento no melhor estilo escandinavo. A reportagem do  visitou Mont Tremblant para participar da primeira edição do Quebec Ski, ocorrida entre os dias 22 e 29 de janeiro.

Com uma série de atrações, o objetivo dos organizadores do evento, que passará a ser realizado todos os anos, é atrair o público brasileiro e latino em geral, seja ele composto por famílias, casais ou grupos de amigos. A ideia é mostrar que a região continua “fervendo” de atividades mesmo depois do final de ano.

Vista de cima, a vila de Mont Tremblant mais parece um adorável conjunto de casas de bonecas, colocadas com cuidado para encantar quem chega. A neve que cai e encobre os telhados torna o cenário ainda mais belo. O charme das construções e o francês falado nas ruelas — mais comum de ser ouvido na província de Quebec do que o inglês no restante do país — deixam tudo com um bem-vindo ar europeu.

Uma dica: logo ao chegar, vá tomar uma das gôndolas (espécie de teleférico) até o pico do monte que dá nome ao lugar. Com aproximadamente mil metros de altura, a montanha possibilita descidas em suas quatro faces, com níveis de dificuldades diferentes. Ela é bastante frequentada pelos esquiadores e snowboarders e permite uma visão de 360 graus da região. Um restaurante no topo abriga os visitantes.

Quando o assunto for a prática de esportes não é preciso preocupação em Mont Tremblant. Lojas alugam todo tipo de equipamento e acessórios que forem necessários para diversas atividades. Dos pés à cabeça, você estará preparado para encarar horas de adrenalina cercado pela neve por todos os lados. Se for marinheiro de primeira de viagem também não há problema. O lugar conta com escolinhas de ski para todas as idades e instrutores de escalada e caminhadas com snowshoes.

Vale lembrar que, para facilitar a comunicação para quem não domina o francês ou o inglês, alguns instrutores de ski falam espanhol. O aluno pode tomar alguns tombos e ver crianças de 3 anos de idade dando um baile nos quesitos coragem na hora da descida e desempenho em cima dos esquis, mas tudo bem… Peça para fazerem uma foto de seu melhor momento no dia e mostre depois para os amigos como você esquiou bem! Funcionou com o repórter…

Outra coisa que não pode ser deixada de lado é bebericar um chocolate quente ou comer biscoitos amanteigados em uma das várias cafeterias da vila. Prefere algo mais forte na hora da refeição? Experimente o delicioso — e calórico — Poutine, um prato típico quebequense com batatas fritas, queijo coalho derretido e molhos especiais. O prato sai por uma média de 9 dólares canadenses e, com boa vontade e apetite moderado, dá para até quatro pessoas.

De sobremesa, peça um maple no palito, preparado em cima de uma camada de neve bem na sua frente! Maple é o nome de uma árvore que é um dos símbolos do Canadá. Dela, é possível extrair uma seiva para fazer um xarope semelhante ao mel. Em contato com a neve, esse xarope encorpa e fica igual a um puxa-puxa. Deixe o regime em casa e experimente um dos pedacinhos mais doces do Canadá.

À noite, Mont Tremblant oferece bares e restaurantes charmosos e que chamam a atenção pela sensação de exclusividade e o bom atendimento. Nada de aperto, filas ou correria. Sentar à mesa para o canadense, assim como para o brasileiro, é um ato de socialização e de reverência à vida. É possível comer e beber muito bem, mas a conversa sempre simpática é o tempero secreto desse povo.

Fonte: Jornal Correio de Campinas

Para mais informações: www.interpoint.com.br

Veja também:

O Destino das Estrelas

Atacama